Sexta-feira, 26 de Maio de 2017

Buscar   OK
Brasil

Publicada em 18/05/17 as 06:32h - 2 visualizações
DF registra cerca de 1,5 mil crimes contra a dignidade sexual de menores em 2016
DF registra cerca de 1,5 mil crimes contra a dignidade sexual de menores em 2016

RADIO SAT BRASIL


fonte: jornal de brasilia  (Foto: RADIO SAT BRASIL )
Shutterstock

Em 18 de maio é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data remete à história da menina Araceli Santos, que foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada, com apenas 8 anos de idade, no Espirito Santo em 1973. Em 2016 foram registrados, no Distrito Federal, 1.479 casos de crimes contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes, de acordo com dados da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). Desse total, 832 registros se referem ao crime de estupro de vulnerável.

Para a coordenadora do Núcleo de Enfrentamento à Violência e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (Nevesca), promotora de Justiça Liz-Elainne Mendes, as ações do dia 18 de maio são fundamentais para mobilizar a rede de proteção e conscientizar a todos sobre a importância das notificações de suspeitas de abuso sexual. "Essas iniciativas pretendem não apenas romper o ciclo do abuso ou da exploração, mas também permitir a proteção das vítimas e a responsabilização dos autores", afirmou.

Publicidade

A região administrativa com o maior número de registros de crimes contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes é Ceilândia, com 274 casos. Em seguida, Samambaia, com 181, e, na terceira posição, Taguatinga somada a Vicente Pires, com 141 casos. O menor número foi registrado na região formada por Núcleo Bandeirante, Candangolândia e Park Way, que, juntas, somaram 26 casos. Os números completos podem ser conferidos em documento publicado pelo Núcleo de Enfrentamento à Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (Nevesca), no portal do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

Traduzindo a violência sexual

O Brasil possui leis que punem com rigor quem comete violência sexual contra crianças e adolescentes. O Código Penal prevê penas nas seguintes situações: estupro; violação sexual mediante fraude; assédio sexual; estupro de vulnerável; corrupção de menores; satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente; favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual de vulnerável; rufianismo; casa de prostituição; tráfico internacional de pessoa para fim de exploração sexual e tráfico interno de pessoa para fim de exploração sexual.

Como agir em caso de violência contra crianças e adolescentes?

Se você tiver suspeita ou conhecimento de alguma criança ou adolescente que esteja sofrendo violência, a denúncia deve ser feita a qualquer uma dessas instituições:

  • Conselho Tutelar;
  • Centro Integrado 18 de maio;
  • Delegacia especializada (DPCA) ou demais delegacias de polícia;
  • Ouvidoria do MPDFT;
  • Disque 100 para denúncia por telefone (canal gratuito e anônimo);
  • Polícia Federal para crimes internacionais e interestaduais;
  • Polícia Rodoviária Federal para crimes nas rodovias federais.
    Orientações






(61)99547-5134

No Ar
PONTO DE LUIZ com IGREJA UNIVESSAL
Peça sua Música

  • Tony Silva
    Cidade: Brasil
    Música: Sunday Bloody Sunday
  • Sérgio Sales
    Cidade: Brasil
    Música: Faroeste Caboblo - Legiao Urbana
Publicidade Lateral
Estatísticas
Visitas: 13506 Usuários Online: 5


Parceiros

Copyright (c) 2017 - RADIO SAT BRASIL - Todos os direitos reservados