Seja bem vindo ao nosso site RADIO SAT BRASIL MINHA RADIO GOSPEL radiosatbrasil.com!

Nenhuma programação cadastrada
para esse horário
WhatsApp 61 95475134
Agenda
Nenhuma registro encontrado
Fotos da Cidade
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Top Música
1
Julia Vitoria e GabrielEsperança
2
KemuelAlgo Novo
3
Jairo BonfimDeus Proverá
4
EyshilaMe Leva
5
Jairo BonfimDeus Proverá
Bate Papo

Digite seu NOME:

Banner Lateral 01
Banner Lateral 02
Banner Lateral 03
Banner Lateral 04
Estatísticas

Visitas: 37310

Usuários Online: 1

Testemunhos

Adicionar
Nenhuma registro encontrado
Mural

Enviar mensagem

Ativa web rádio fm

Parabéns! A Notícia em primeira mão. Estamos na Ativ...

Fabricio Nunes

Toda equipe do site está de parabéns pelo belo trabalho, cont...

Sandro

Parabéns a Toda Equipe do Site! Agora é noticia em tempo real...

Bento Junior

Parabéns\r\nSucesso!!!\r\nVoces estao de parabéns pela inicia...

Tamiris

vcs estao de parabéns!! adorei o novo site estar masa pricipalmente ...

Enquete

Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

Facebook

Instagram

Twitter

Youtube


Ouvinte do Mes
JoaquimBrasília
radios net

Disponível no Google Play

Brasilia Df

Casos de dengue disparam 1.303% este ano em relação ao mesmo período de 2023

A capital alcançou a 66.361 pessoas infetadas pelo vírus, de 1º/1 a 14/2, o equivalente a mais de 14 vezes o registrado no mesmo período de 2023. Brazlândia e Sol Nascente/Pôr do Sol são as regiões com maior incidência

Publicada em 16/02/2024 às 06:29h - 1 visualizações correiobraziliense.

Link da Notícia:
Compartilhe
   

Casos de dengue disparam 1.303% este ano em relação ao mesmo período de 2023
 (Foto: correiobraziliense.)
Unidade provisória de atendimento em Ceilândia tem movimento intenso - (crédito: Ed Alves/CB/DA.Press)
Foto de perfil do autor(a) Júlia Eleutério
Júlia Eleutério 
postado em 16/02/2024 06:00

A dengue segue avançando no Distrito Federal. Em uma semana, a capital registrou mais de 20 mil casos da doença. Ao todo, foram notificados 66.361 casos em moradores da cidade, entre 1º de janeiro e 14 de fevereiro deste ano. Isso representa um aumento de 1.303,09% de ocorrências prováveis quando comparado com o mesmo período de 2023 (4.727 notificações). Isso sem quantificar as pessoas assintomáticas. Os dados são do último boletim epidemiológico publicado pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), na quarta-feira. Entre as regiões com mais incidência, estão Brazlândia e Sol Nascente/Pôr do Sol.

De acordo com o documento, a análise de incidência de casos de dengue neste ano nas regiões de saúde indica que a Oeste — composta por Brazlândia, Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol — apresenta a maior taxa, com 3.835,84 casos por 100 mil habitantes. Além disso, Brazlândia e Sol Nascente/Pôr do Sol têm a incidência mais elevada entre as regiões administrativas (RAs) com 4.984,62 e 3.759,38 registros, respectivamente.

Ainda em relação às RAs, a Estrutural aparece em terceiro lugar, com 2.854,46 casos a cada 100 mil habitantes e Ceilândia, logo em seguida, com 2817,09. Com incidência classificada como baixa nas últimas quatro semanas, o DF tem apenas duas regiões: Sudoeste/Octogonal (72,83) e Park Way (24,92).

Tratando do número de notificações por região, com 12.983 casos, Ceilândia aparece em primeiro lugar disparado quando comparada com outras áreas. Em seguida, estão Taguatinga (3.772), Sol Nascente/Pôr do Sol (3.701), Brazlândia (3.305) e Samambaia (2.819). Estas cinco concentraram 40,1% dos casos prováveis de dengue do DF, segundo o boletim. O documento mostra, também, que a doença foi identificada em todas as 35 RAs do DF.

Idade e sexo

Levando em consideração a faixa etária da população infectada com a dengue, o grupo com mais casos prováveis têm entre 20 e 29 anos, com 2.386,1 ocorrências a cada 100 mil habitantes. O boletim indica que 12.357 pessoas com essas idades tiveram a doença até o momento. O número representa 18% do total de registros na capital.

Em seguida, estão os grupos etários de 70 a 79 anos e 80 anos ou mais, com 2.361,2 casos e 2.348,2 casos a cada 100 mil habitantes, sendo 2.997 e 1.257 idosos que pegaram dengue, respectivamente. Estas faixas etárias também representam os maiores números de óbitos, ao lado de pessoas de 60 a 69 anos. Por fim, as idades com menor incidência de casos são as de crianças de 1 a 4 anos com 1.013,5 registros a cada 100 mil habitantes, com 1.649 ocorrências.

Quanto feita a análise por sexo em relação ao perfil dos casos prováveis de dengue, observa-se a maior incidência das ocorrências no sexo feminino, com 2.176,9 casos por 100 mil habitantes. Entre as mulheres, foram registrados 36.206 casos, o que representa 54,6%. Em pessoas do sexo masculino, foram registrados 29.806 casos (44,9%).

Óbitos

Com o avanço da dengue no DF, a população segue preocupada, em especial os idosos. Segundo o boletim epidemiológico, dos 23 óbitos registrados até 14 de fevereiro, 12 foram de pessoas com 60 anos ou mais. O número representa 52% dos casos que evoluíram para morte. A pasta investiga ainda outros 66.

A maioria das ocorrências de dengue que resultaram em óbito foi de pessoas que tinham 80 anos ou mais, com cinco notificações. Em seguida, aparece a faixa etária de idosos de 60 a 69 anos, com quatro mortes. Pessoas com idade de 70 a 79 anos, 40 a 49 anos e 20 a 29 anos estão com três óbitos notificados em cada faixa etária. Além disso, o DF registrou a morte de um bebê menor de um ano e de uma criança entre 5 e 9 anos.

Em relação à região administrativa onde essas pessoas residiam, o maior número se concentra em Ceilândia, com quatro mortes. Em seguida, aparecem Estrutural, Guará, Recanto das Emas, Samambaia, São Sebastião e Taguatinga, que registraram dois óbitos cada. De acordo com o documento, das mortes notificadas, 13 foram de pessoas do sexo masculino e 10 do sexo feminino.

O boletim mostra ainda que cerca de 1.150 casos de dengue no DF evoluíram com sintomas que indicam o agravamento da doença, como sangramentos e vômitos persistentes. Esse número representa um crescimento de 1.616,4 % em relação ao mesmo período de 2023. Outros 52 casos graves em residentes no DF foram notificados, o que corresponde a um aumento de 5.100% em relação ao mesmo período do ano passado.




ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Parceiros
Parceiro 01Parceiro 02Parceiro 03Parceiro 04JoaquimJoaquim
WEB RADIO_ DO GRUPO PUBLICIDADE JOAQUIM NETO.
Copyright (c) 2024 - RADIO SAT BRASIL MINHA RADIO GOSPEL - Todos os direitos reservados
site, tv, videos, video, radio online, radio, radio ao vivo, internet radio, webradio, online radio, ao vivo, musica, shows, top 10, music, entretenimento, lazer, áudio, rádio, música, promocoes, canais, noticias, Streaming, Enquetes, Noticias, mp3, Blog, Eventos, Propaganda, Anuncie, Computador, Diversão e Arte, Internet, Jogos, Rádios e TVs, Tempo e Trânsito, Últimas Notícias, informação, notícia, cultura, entretenimento, lazer, opinião, análise, jogos, Bandas, Banda, Novos Talentos, televisão, arte, som, áudio, rádio, Música, música, Rádio E TV, Propaganda, Entretenimento, Webradio, CD